MTG Banlist 15/02/2021

Fala galera! Aqui é o Caetano, vamos comentar um pouco a Banlist de 15/02/2021 feita pela Wizards.

Esta lista de banidos foi enorme, com 13 cartas banidas (alguns em mais de um formato) e apenas 1 desbanimento, além de uma alteração na regra de castaca. Isso traz um panorama totalmente novo com decks que não são mais possíveis porque perderam suas peças principais e abre espaço para que outras mecânicas de deckbuilding possam ser testadas, e quem sabe até entrar para o tier 1 do competitivo.

Mas chega de enrolação e vamos à lista:

Historic

Omnath, Locus of Creation

Omnath, Locus of Creation – Omnath que até o anúncio estava suspenso no histórico agora está banido. Segundo dados da Wizard sobre diversidade e interesse no formato, a re-inserção do card apenas iria prejudicar o formato.

Uro Titan of Nature’s Wrath

Uro Titan of Nature’s Wrath – Os decks construídos em torno do Uro no histórico, o famoso Uro Pile, é o deck mais jogado no formato mesmo com outros decks tentando desbancar e tomar a posição dele. Isso demonstra o quão poderoso o Uro é e como isso sufoca a diversidade do formato, por conta disso Uro Titan of Nature’s Wrath está banido.

Pioneir

Balustrade Spy e Undercity Informer

Balustrade Spy e Undercity Informer – Estou colocando essas duas cartas juntas pois elas foram postas aqui pelo mesmo motivo. Atualmente temos o deck “Ops, All Spells” e ambas cartas podem servir como uma vitória ou derrota automática para esse deck, e como elas tem praticamente nenhuma outra serventia além disso a wizards optou por banir o Balustrade Spy e Undercity Informer do pioneer.

Teferi, Time Raveler e Wilderness Reclamation

Teferi, Time Raveler e Wilderness Reclamation – Teferi, Time Raveler já era um problema quando no standard por conta da sua passiva e vem demonstrando muito isso no pioneer também, a sua escolha é para manter o formato menos travado e diminuir o power level de decks que ganham muito recurso em uma jogada só como é o caso do “Niv to Light” que é um deck bem forte e dominante do formato, Wilderness Reclamation é um card escolhido por contraparte do Teferi, já que a Wizards prevê uma dominância dessa carta sem o Teferi no formato. Logo prevendo um equilíbrio melhor e diversidade ambos os cards foram banidos.

Uro Titan of Nature’s Wrath

Uro, Titan of Nature’s Wrath – Olha quem está aqui de novo! Assim como no historic o Uro vem apresentando um problema de power level e afunilamento do formato em torno de si, por esse motivo o Uro também está banido no pioneer.

Modern

Field of Dead e Mystic Sanctuary

Field of Dead e Mystic Sanctuary – Ambos terrenos já se apresentaram problemáticos em outros formatos e agora tiveram seu peso medido no modern também. O fato de haver um ganho relativamente bom sem custo nenhum durante a partida, além da criação de um estado de jogo repetitivo e sem interação de ambos os cards, fez com que estes cards fossem banidos de mais um formato.

Simian Spirit Guide

Simian Spirit Guide – Com a grande variedade de cartas disponíveis no modern temos diversos cenários onde ter uma mão com três ou quatro peças chave já te garante ou coloca muito à frente de um combo. Para diminuir esse efeito e proporcionar um jogo mais interativo, Simian Spirit Guide foi banido a fim de atrasar esse efeito e dar chance dos oponentes responderem.

Tibalt’s Trickery

Tibalt’s Trickery – O grande problema dessa carta é a habilidade de cascata já presente e bem usada no formato, isso faz você “cavar” a mágica no deck e tirar um proveito dela de uma forma muito injusta, tornando seu uso bastante anti-jogo. Por isso é mais uma carta entrando na listinha de banidos.

Uro Titan of Nature’s Wrath

Uro, Titan of Nature’s Wrath – Ola, o senhor já ouviu falar do banimento do Uro hoje? Pois bem, ele está aqui novamente. Assim como no historic e pioneer, o Uro mostrou um afunilamento muito grande em volta dele mesmo, impedindo uma maior variedade de decks midrange e control terem seu lugar no competitivo e por esse motivo Uro também está banido no modern.

Legacy

Arcum’s Astrolabe

Arcum’s Astrolabe – Uma das características do legacy é durante o deckbuild o jogador ter de optar por ter uma base de mana mais sólida ou arriscar diversificar e ter de lidar com ameaças de “Wasteland” e “Blood Moon”, e o astrolábio resolvia esse problema de uma forma muito resiliente e flexível. Para manter essa característica que é muito importante para o formato, optou-se por banir o astrolábio.

Dreadhorde Arcanist

Dreadhorde Arcanist – O Dreadhorde Arcanist é capaz de tirar muita vantagem das mágicas de baixo custo do cemitério, isso no legacy é de um valor enorme. E como alguns decks giram em torno dele muito cedo, fazendo com que o oponente tenha de removê-lo praticamente assim que ele entra em campo, Dreadhorde Arcanist está banido do formato legacy.

Oko, Thief of Crowns

Oko, Thief of Crowns – Uro de novo? Não, agora foi a vez do irmão mais velho dele. Oko tem sido um card considerado um grande erro de card design desde seu lançamento, é uma ferramenta ótima e muito versátil tanto para agressão como para eliminar grande parte das ameaças que possam surgir. E como o formato Legacy tem uma quantidade de cartas disponíveis absurda, Oko acabou virando uma resposta muito “fácil” para o formato que mais deveria ser personalisável e diverso. Por esse motivo Oko também está banido do Legacy.

Vintage

Lurrus of the Dream-Den

Lurrus of the Dream-Den – Depois da foice rolar solta nos outros formatos temos aqui um raio de esperança, Lurrus of Dream-Den está desbanido no vintage. Mas não dê seus pulos de alegria ainda, esse é um experimento que a Wizards está fazendo. Desde que foi lançado, não demorou muito para ver que o power level dessa carta é muito grande e que trazia problemas para o vintage, então ela foi banida e a regra de companheiro foi alterada. Mas nunca foi testado se o Lurrus teria o mesmo desempenho nas partidas com a regra nova, então a Wizards está retornando ele para o formato e monitorando como ele irá se comportar.

Mudança de regra – Cascata

Por conta de cartas com diferentes usos e características de conjuração como dupla face e aventura, a habilidade de cascata precisou ser ajustada e melhor lapidada para manter o jogo saudável e evitar uso abusivo dessa interação. Eis como ficou a nova regra de cascata:

702.84a. Cascata é uma habilidade desencadeada que funciona apenas enquanto a mágica com cascata está na pilha. “Cascata” significa “Quando você conjura esta magia, exila os cards do topo de seu grimório até exilar um card que não seja um terreno cujo custo de mana convertido seja menor do que o custo de mana convertido desta magia. Você pode lançar aquela magia sem pagar seu custo de mana o custo de mana convertido é menor que o custo de mana convertido desta mágica. Em seguida, coloque todos os cards exilados desta forma que não foram lançados no fundo de seu grimório em uma ordem aleatória. “

Comprehensive Rules

Por exemplo, se você conjurar Bloodbraid Elf e exilar Valki, God of Lies do seu deck, poderá conjurar Valki, mas não Tibalt, Cosmic Impostor. Por outro lado, se você exilar Cosima, Deus da Viagem, poderá conjurar Cosima ou O Omenkeel, já que cada face tem um custo de mana convertido menor do que Bloodbraid Elf.

Essa lista foi longa hein, e podemos tirar algumas conclusões dessa lista de banidas. Me parece que a Wizards aproveitou esse momento de recessão do tabletop por conta da pandemia para organizar a casa e corrigir alguns dos problemas que estamos tendo nos formatos, principalmente por conta da diversificação. Embora isso seja muito bom para os jogadores e comunidade, um cenário onde não exista esse tipo de problema seria muito melhor, pelo menos é o que esperamos das próximas coleções, onde não surjam novas cartas opressoras e que puxem o jogo para si como único pilar destoante do deck como foi o caso do Uro e do Oko.

Se quiserem ver a publicação original da banlist vocês podem acessar o link.

Se você tem uma opinião diferente ou acha que esqueci de alguma coisa, pode falar comigo pelas redes sociais que eu vou gostar muito de saber e conversar sobre o assunto. Vocês podem me encontrar em:

Instagram – @caetano_rcf

Twitter – @caetano_rcf

Facebook – Link

Fico por aqui e até a próxima postagem, falou galera, TCHAU!